Neste semestre, estou estudando no exterior no Oriente Médio. Navegar pelas diferenças de normas culturais e pela barreira do idioma já foi uma aventura em si. Mas o que mais me surpreendeu na minha experiência aqui são as semelhanças subjacentes que vejo entre mim e as pessoas aqui, apesar de nossas histórias, línguas e estilos de vida divergentes. É difícil colocar em palavras, essa experiência humana singular que parece nos unir a todos, mas essa é minha tentativa.