1. Lendo tudo

Um dos aspectos mais importantes de ser um grande conversador é a leitura. Lendo eventos atuais, lendo coisas divertidas, lendo coisas densas, lendo coisas que expandem suas opiniões sobre determinados assuntos, lendo coisas de que você gosta e concorda e lendo coisas que não concorda. O último é o mais importante, porque isso é fundamental para entender as diferentes perspectivas do mundo. Você não aprende nada de novo lendo coisas que já conhece ou concorda. Mas toda leitura aumenta o conhecimento e melhora o vocabulário.

2. Ter um grupo diversificado de amigos

Muitas pessoas pensam que ter pelo menos um amigo de todas as origens raciais / étnicas possíveis torna seu grupo de amigos 'diversificado'. Mas isso não é exatamente verdade. A diversidade é em grande parte uma função da experiência, o que torna importante a raça e a etnia. Mas isso não explica a diversidade que a classe socioeconômica, a educação, a nacionalidade, as perspectivas políticas etc. oferecem. Em suma, se você tem amigos que se parecem com você, cresceram como você e pensam como você - provavelmente está fazendo algo errado.

todo mundo está em um relacionamento menos eu

3. Familiarizar-se com diferentes tipos de inteligência

Ao contrário da crença popular, não existem apenas algumas maneiras limitadas de ser inteligente. A inteligência é uma 'coisa' variada e abrangente. Os grandes conversadores sabem que é importante não apenas estar ciente de várias inteligências, mas conhecer pessoas diferentes que exemplificam o máximo possível (e aprender com elas). Isso vai de tudo, desde os diferentes tipos de livros inteligentes que você pode ser, até inteligência de rua, previsão de comportamento humano e inteligência corporal.

4. Fazendo perguntas significativas

A arte da conversa depende de boas perguntas, boas perguntas abertas que enriquecem o tópico da discussão. A verdade é que fazer boas perguntas é uma habilidade em si mesma, e que às vezes pode parecer bastante rara. Mas questões significativas tentam ir mais fundo do que apenas o superficial, e muitas vezes são propositais por natureza. Não basta ser curioso, se você quer ser um bom conversador, precisa mostrar e incentivar o pensamento crítico, mesmo em suas perguntas. Sim, isso também se aplica a assuntos 'leves' e 'divertidos'.

5. Ouvir atentamente

Ouvir é uma das coisas mais importantes da conversa. E todos podemos melhorar nisso. A maioria das pessoas ouve com a intenção de responder, não de ouvir. Mas há valor no processo de escuta real. É aqui que grandes conversadores se separam. Quando você ouve as pessoas com atenção, é capaz de decifrar o que elas realmente significam. E isso é importante. Sempre se concentre na mensagem exata que eles estão tentando transmitir.

6. Debater com a intenção de aprender (para não vencer)

Você terá muitos argumentos e discordâncias em sua vida. À custa do seu ego, seu objetivo será vencer essas divergências na maioria das vezes. Mas e se você pensasse em algum desacordo que valha seu tempo e suas faculdades mentais, como uma oportunidade de aprender? Isso é algo que todos os grandes conversadores sabem. Eles sabem que as pessoas têm perspectivas diferentes e podem até ampliar seu horizonte para pensar em algo de maneira diferenciada.

7. Apreciando o silêncio

Muitas pessoas têm pavor de silêncios constrangedores. Os grandes conversadores sabem melhor. O silêncio é algo que deve criar conforto. Nem todo momento precisa ser preenchido com palavras na conversa. Os grandes conversadores acolhem o silêncio como uma maneira de respirar fundo, reter informações, coletar pensamentos e fazer a transição. Fora da conversa, todos os grandes conversadores desfrutam do silêncio como um meio de reflexão. E muitas vezes apreciam o silêncio após uma interação significativa com uma pessoa, situação ou livro.

8. Ter sempre um dispositivo de escrita disponível

Um truque que quase todos os grandes conversadores têm é fazer pequenas anotações sempre que possível - sobre idéias que eles estão interessados ​​em explorar ou sobre coisas que aprenderam na conversa. Escrever as coisas à medida que elas chegam até você aumenta a probabilidade de lembrá-las. E escrever idéias é sempre bom para debater a maneira como você pensa sobre as coisas.

frases de pais jovens

9. Acompanhamento de novos conhecimentos

Em conexão com sempre escrever as coisas, outra coisa que separa as pessoas que são boas na arte da conversa é que elas sempre querem saber um pouco mais sobre alguma coisa. Para eles, a próxima conversa sobre isso sempre deve ser mais enriquecedora que a anterior. Toda vez que aprendem sobre algo, encontram alguém com mais conhecimento do que eles e com o qual podem aprender. E eles se perdem em muitas pesquisas no Google que tentam consumir o máximo de informações possível.

10. Observar situações como um todo

Os grandes conversadores sabem como prestar atenção aos detalhes, mas também sabem que os detalhes nunca devem custar muito dinheiro. Bons conversadores gostam de observar as pessoas e o mundo ao seu redor. Mas eles observam as situações como um todo porque acreditam que o todo sempre deve ser maior que a soma de suas partes. E eles os aplicam às suas áreas de conhecimento, bem como às pessoas com quem eles escolhem conversar.

11. Apreciando o contexto

Esse contexto sempre importa é a marca registrada de conversas interessantes. E todos os bons conversadores sabem disso. Eles não apenas consideram o contexto vital para a arte de se conectar com as pessoas sobre assuntos específicos, mas também garantem que o contexto seja a base da conversa. Porque sem contexto, é difícil entender todas as facetas necessárias. E sem conhecer o contexto daqueles com quem conversam, eles sabem que a conversa se torna mais difícil.

trair com meu melhor amigo

12. Explicando com exemplos relacionáveis

Uma das melhores coisas que todos os bons conversadores sabem é que as pessoas entendem melhor as coisas quando você fala o idioma delas. Isso pode ser tomado literal e figurativamente. Compreender o que as outras pessoas estão interessadas e suas perspectivas é a chave para apresentar exemplos com os quais eles poderão se identificar. Muitas vezes, as pessoas explicam as coisas com exemplos eles Compreendo. Mas tente o oposto e você descobrirá que as pessoas se conectam melhor a você.

13. Curiosidade implacável

Por último, mas não menos importante, para ser um bom conversador, você precisa ser incansavelmente curioso. Sim, pode parecer que as pessoas são chatas e tudo sob o sol foi feito. Mas, na verdade, todo mundo tem uma história e o bom conversador está realmente interessado em ouvir essa história. Os grandes conversadores sabem que todo mundo tem algo a ensinar.