1. Síndrome do Homem de Pedra

É chamado de fibrodisplasia ossificante progressiva, ou FOP. Uma mutação faz com que o tecido fibroso fique ossificado quando danificado. Isso significa que suas articulações ficarão permanentemente congeladas no lugar. Esta é uma doença extremamente rara e, se você a tiver, saberá. Não há cura conhecida para a FOP hoje. No entanto, em 1993, os cientistas descobriram que a esqualamina, um extrato de tubarão, pode ajudar no combate à FOP, mas isso foi colocado em debate. O New York Times escreveu um artigo sobre Harry Eastlack, talvez a figura mais conhecida da FOP na história moderna.

2. Síndrome de Alice no País das Maravilhas

A síndrome de Alice no país das maravilhas é um distúrbio psicológico raro em que os pacientes sofrem distorção de tamanho, aumento ou diminuição do volume do som e percepção exagerada. Isso acontece em episódios e é muito desorientador para o doente. O AWIS acontece quando o excesso de atividade elétrica causa um fluxo sanguíneo anormal na visão da área e na parte do cérebro que processa o tamanho e a forma da textura, o que explica a distorção do tamanho.

Está documentado que o AIWS é frequente na infância, mas as pessoas crescem com isso (embora alguns tenham relatado ter o distúrbio até os 70 anos). Também ocorre se o muscimol, um alcalóide psicoativo, é ingerido.

definição de alma errante

3. Alergia à Água

Possivelmente, a pior condição existente, urticária aquagênica ou 'alergia à água' é uma reação dolorosa da pele quando entra em contato com a água. A dor pode durar de qualquer lugar até 20 a 120 minutos. A transpiração ainda desencadeia uma reação e, portanto, as pessoas com essa condição evitam a transpiração ou o calor o máximo possível.

4. Displasia de Lewandowsky-Lutz

A displasia de Lewandowsky-Lutz é um distúrbio hereditário da pele sem tratamento conhecido para cura total. Médicos e cientistas acreditam que é causado por um sistema imunológico ineficaz associado ao HPV.

Os crescimentos de casca de árvore são na verdade verrugas e crescem 'mais rápido' depois de removidos cirurgicamente, como afirma Dede Kosawa, também conhecido como Homem da Árvore.

5. Síndrome de odor de peixe

A trimetilaminúria é um distúrbio metabólico incrivelmente raro, que faz com que uma pessoa tenha um forte odor corporal que se assemelha a peixes.

O acúmulo e liberação de trimetilamina, que é excretada pelo suor, urina e respiração, é o que cria esse odor. Esse distúrbio é mais comum em mulheres que em homens, mas observa-se que não há sintomas físicos que acompanham a trimetilaminúria.

O primeiro caso cientificamente documentado de trimetilaminúria foi em 1970, mas acredita-se que tenha sido uma condição que existe há séculos.

6. Síndrome da mão alienígena

Parece algo fora da ficção científica ou de um conto de terror - em que uma mão fica desonesta e não faz o que você manda.

O primeiro caso de síndrome da mão alienígena (também conhecida como mão anárquica) foi documentado em 1908 por um neuro-psiquiatra alemão chamado Kurt Goldstein. Ele observou que a paciente não tinha controle sobre o braço esquerdo, como se alguém o estivesse controlando. Esse distúrbio neurológico ocorre em pessoas que tiveram os dois hemisférios de seus cérebros separados cirurgicamente, ou que sofreram um derrame e até mesmo com a doença de Creutzfeldt-Jakob (forma humana da Doença da Vaca Louca). A mão basicamente se torna autônoma e a pessoa acredita que tem vontade própria. Você pode ler mais sobre isso aqui.

7. Methemoglobinemia

A metahemoglobinemia é um distúrbio que descreve o sangue com uma concentração anormalmente alta de metemoglobina - uma hemoglobina marrom-azulada que transporta ferro no estado férrico. Isso leva a níveis reduzidos de oxigênio em todo o corpo, porque os glóbulos vermelhos perdem a capacidade de liberar oxigênio para os tecidos. Com a metahemoglobinemia, pode ocorrer hipóxia - a privação de oxigênio - de órgãos e tecidos.

meu namorado é imaturo

8. Ilusão de Cotard

Também conhecida como síndrome do cadáver ambulante, os pacientes que sofrem desse transtorno mental acreditam que estão mortos. Às vezes, eles acreditam que possuem imortalidade. Essa síndrome está documentada em três estágios: germinação, floração e, finalmente, crônica. A terapia eletroconvulsiva é citada como a mais eficaz em todos os tratamentos.

Essa síndrome foi descrita pela primeira vez por Jules Cotard, em uma palestra que ele deu em 1880.

9. Síndrome de Parry-Romberg

A síndrome de Parry-Romberg, ou atrofia hemifacial progressiva, é descrita como o encolhimento progressivo e a degeneração dos tecidos sob a pele, geralmente em um lado da face.

Essa síndrome é altamente prevalente em mulheres, mas está documentado que é uma síndrome neurocutânea extremamente rara.

A doença resulta na atrofia da pele e dos tecidos abaixo dela, fazendo com que a boca e o nariz se desviem para o local atrofiado.

Os distúrbios neurológicos, oculares e orais acompanham a síndrome de Parry-Romberg e parece ocorrer aleatoriamente e afeta mais o lado esquerdo da face do que o direito.

10. Síndrome de Cronkhite-Canadá

Essa síndrome rara é realmente esporádica, ou seja, não hereditária, e a comunidade científica acredita que é uma doença adquirida.

A síndrome de Cronkhite-Canadá parece afligir principalmente homens japoneses e foi descoberta em 1955.

A síndrome começa com pólipos no trato gastrointestinal, mas evolui rapidamente, geralmente em meses, e leva a extrema perda de peso e edema - o inchaço dos órgãos.

sou fumante

11. Síndrome de Levin Pequeno

A síndrome de Kleine-Levin é um distúrbio do sono extremamente raro (um em um milhão), onde os afetados dormem por dias ou semanas a fio. Eles também experimentam hipersexualidade e hiperfagia (fome excessiva). O KLS, no entanto, não apresenta risco de vida e parece se resolver com o passar dos anos. Não há explicação conhecida sobre o motivo disso acontecer, mas médicos e cientistas acreditam que o tálamo é responsável por esse distúrbio.

12. Síndrome de Morgellons

A síndrome de Morgellons é um distúrbio em que o doente acredita que está infestado de insetos ou parasitas, quando na realidade não está.

Pessoas com síndrome de Morgellons experimentam sensações de coceira, rastejamento, picadas / picadas com lesões na pele. Acredita-se que Morgellons é uma crença fixa; isto é, uma fixação.

13. Síndrome de Stendhal

A síndrome de Stendhal foi documentada pela primeira vez com a autora francesa Henri-Marie Beyle, cujo pseudônimo era Stendhal. Ele descreveu sua experiência em Florença em 1817, onde estava tão cheio de emoção que estava “em uma espécie de êxtase, da idéia de estar em Florença, perto dos grandes homens cujas tumbas eu tinha visto. Absorvido na contemplação da beleza sublime ... cheguei ao ponto em que encontramos as sensações celestes ... Tudo falava tão vividamente à minha alma. Ah, se eu pudesse esquecer. Tive palpitações no coração, o que em Berlim eles chamam de 'nervos'. A vida foi drenada de mim. Eu andei com o medo de cair. (Interfaces of Performance) ”Seu nome, no entanto, foi dado em 1979 pela psiquiatra italiana Graziella Magherini.

É um distúrbio psicossomático que causa batimentos cardíacos rápidos, confusão e até desmaio ao ver arte.

14. Síndrome do vômito cíclico

A síndrome do vômito cíclico, ou CVS, é caracterizada por ataques de náusea severa, vômito, dores de cabeça e dor abdominal. Está documentado que o CVS é ​​desenvolvido durante a infância e tem a chance de persistir na vida adulta.

Pacientes com CVS, em média, têm de 3 a 7 anos e os sintomas incluem vômitos até seis vezes em uma hora. Os episódios podem ocorrer a cada poucos dias, semanas ou meses e, para alguns, há sinais de alerta de um ataque, variando de hipersensibilidade a fadiga.

15. Síndrome da unha-patela

A síndrome da unha-patela, também chamada NPS, é um distúrbio genético que resulta em unhas e joelhos subdesenvolvidos. O nome é enganador, pois também pode afetar outras regiões do corpo, como o peito e os quadris. Pessoas com NPS podem ter deformidades pronunciadas, como movimento limitado dos cotovelos, escoliose severa e costelas cervicais.

16. Síndrome de Charles Bonnet

A síndrome de Charles Bonnet, ou CBS, é caracterizada como alucinação visual altamente complexa em pacientes que sofrem de perda de visão. Os que sofrem são geralmente mentalmente saudáveis, exceto que alucinam rostos vivos. Eles sabem que essas são alucinações e não são reais. A CBS afeta pessoas com deficiência visual e os pacientes com degeneração macular com glaucoma são mais suscetíveis à CBS.