Como Pamela Anderson e Tommy Lee inventaram o reality show

2022-09-22 09:22:02 by Lora Grem   prévia para Sebastian Stan | Explique isso

Não é sobre o sexo. OK, é sobre o sexo. De jeito nenhum ainda ficaríamos excitados com a fita de vídeo caseiro de Pamela Anderson e Tommy Lee – muito menos motivados a transmitir oito episódios de a nova série Hulu Pam & Tommy estrelando uma efervescente Lily James e um belicoso Sebastian Stan nos papéis-título – sem sexo. Agora, aqui está a pequena verdade suja sobre essa filmagem agora notória: a visão de dois recém-casados ​​transando por alguns minutos enquanto declaram seu amor um pelo outro no convés de um iate particular é apenas a manchete do clique. A história mais profunda é muito mais intrigante e fundamental em nossa vasta história da cultura pop.

Embora Tommy não tenha percebido quando filmou Pam nadando nua no Pacífico ou quando Pam pegou Tommy dirigindo o barco sem rumo com o calcanhar direito por volta da primavera de 1995, a série de gravações em sua câmera portátil foi o nascimento de um filme especial. marca de reality show que ainda não parou de crescer. Por ficar boquiabertos com esses dois rindo e bebendo e fumando e dirigindo e arrulhando e conversando e beijando e brincando por uma hora – o material R-rated compreende menos de 10 minutos de tempo de tela – disparou um chip em nossos cérebros coletivos que sinalizou “isso é uma coisa estranhamente fascinante, e eu quero mais.”

Pam & Tommy: Lua de Mel Roubada arrecadou US$ 77 milhões em seus primeiros 12 meses de lançamento em 1996. Vídeo de câmera tremida de seus vizinhos brincando com seus cães e brincando provavelmente não teria ganhado US$ 77. Isso era diferente. Tommy era o baterista carismático do Mötley Crüe , uma banda de heavy metal com sucessos genuínos. Pam e suas medidas de Barbie foram a principal atração em Baywatch , o programa de TV sindicado mais popular do mundo. Eles se casaram, e eles eram famosos. E pela primeira vez, pudemos ver longas e demoradas imagens dessas pessoas famosas se comportando em um habitat natural – cortesia de um vídeo não produzido para consumo público.

  foto de arquivo de 1996 de pamela anderson e tommy lee Pam e Tommy, 1996.

Ou, como o produtor da indústria pornográfica de Nick Offerman, “Tio Miltie”, supõe baixinho ao assistir ao clipe roubado no final do episódio um de Pam & Tommy , “É como se estivéssemos vendo algo que não deveríamos estar vendo.”

Antes de The Tape, havia a aura. Celebridades se apresentavam fora da tela (e fora do palco) como ícones maiores que a vida se pavoneando em uma mortalha metafórica de mistério. Eles saíram de suas mansões apenas para fins promocionais, o que significava sentar para entrevistas para Pessoas ou Pedra rolando ou em um sofá macio para um talk show tarde da noite. Isso era controlado e seguro. Considere que Barbra Streisand posou para o primeiro em 1994, em uma exclusiva “visita íntima à sua casa de campo casual” – apresentando todos os móveis chiques-rústicos e quase nada de restos pessoais. O Inquisidor Nacional . Não parecia possível entrar naquele outro lado indescritível sem uma ordem de restrição resultante.

Mas graças a Pam e Tommy: Lua de Mel Roubada , fornecedores de cultura de celebridades finalmente pegaram a versão sem curadoria da outra metade. (Eu faria uma referência a “Stars Are Just Like Us”, mas a fita VHS foi lançada seis anos antes que a editora Bonnie Fuller cunhou o termo nas páginas de Nós Semanalmente. ) Com a mídia bajuladora eliminada de uma só vez, poderíamos olhar diretamente para esse roqueiro musculoso e tatuado e sua esposa loira e rechonchuda e colher algumas respostas. Acontece que eles agiam como adolescentes patetas e excitados e andavam pela mansão em Malibu e mal podiam esperar para serem pais. O conteúdo real era secundário; nossa capacidade de acessar esse material bruto e autêntico foi o que fez com que os sucos fluíssem.

  pamela anderson e tommy lee se casam Pam e Tommy se casam na praia em Cancun, 1995.

Não que Pam e Tommy se importassem com essa mudança social. Como visto nos capítulos intermediários da nova série, o casal passou anos em Tape-Gate, incluindo a empresa que distribuiu amplamente seu “filme”. Pam também perde shows em Hollywood - incluindo o papel de Liz Hurley no original de 1997 Austin Powers filme - porque sua imagem em Hollywood foi manchada. Mas eu diria que na vida real, os fãs não a viam como uma namorada da América que teve que afixar um suposto A escarlate vergonhoso nela Baywatch roupa de banho. Quando ela e Tommy se expuseram inadvertidamente, eles realmente se tornaram mais populares, pois agora eram mais acessíveis. Esqueça a noção de estrelas caídas; os deles estavam agora ao alcance. Há uma razão pela qual a série é intitulada Pam & Tommy , e por que eu tenho me referido a eles por seus primeiros nomes (desculpe estilo AP!) ao longo desta história. Estamos a par de seus momentos mais íntimos, mundanos e patetas. Elas poderia sejam nossos vizinhos. E a porta estava aberta para mais.


Os executivos da MTV estavam tomando notas. Pelos primórdios, O mundo real — a série inovadora que documentava sete estranhos morando em uma casa — estava entrando em sua segunda década. Como reviver o gênero obsoleto? Digitar . Ele é um roqueiro maluco! Ele é dedicado à esposa e aos filhos adolescentes! Veja o que acontece quando ele para de se posicionar no palco e começa a cair na real! Estreando em 5 de março de 2002, a série provou a viabilidade de uma novela de não-ficção atraente e estrelada, pois se tornou o programa de maior audiência da história da rede. Eles são os responsáveis ​​por quebrar o molde da TV de realidade. No entanto, em uma história oral de aniversário de 20 anos que se escreve sozinha, digo que o Capítulo Um deve ser dedicado a Pam e Tommy. Tudo bem, suas demonstrações de afeto nunca tiveram a intenção de serem públicas. Eles ainda eram as celebridades originais da TV, e o burburinho que geravam era alto demais para ser ignorado.

Portanto, não sejamos tão rápidos em erguer Ozzy e Sharon como pioneiros. De fato, um olhar mais atento ao boom do gênero revela que quase todos seguem o modelo familiar de um músico e sua esposa adorável, sexy e um pouco insípida definida por Tommy e Pam. Comece com o episódio de estreia de 2003 Recém-casados: Nick e Jessica , em que a cantora pop Jessica Simpson para seu marido da boyband Nick Lachey que Chicken of the Sea era, suspiro, atum. Essa troca descartável em cabo básico levou a uma abundância de acordos de patrocínio, capas de revistas brilhantes e um raro show de hospedagem conjunta em Sábado à noite ao vivo . Simpson abriu o show do intervalo do Super Bowl de 2004 que Janet Jackson e Justin Timberlake encerrados .

  ozzy osbourne e sua família vão aparecer na comédia da mtv Os Osbournes são fortemente creditados com a invenção do reality show voltado para a família; seu show estreou na MTV em 2002.

Uma série de pares de celebridades com temas semelhantes logo se juntaram à diversão para obter um pedaço da ação. A motivação era óbvia: era uma recompensa de baixo risco e alta para todos os envolvidos – e não apenas em termos de resultados financeiros. Ao contrário dos atores, a maioria dos artistas da música (com exceção de, digamos, Robert Smith) não se esconde atrás de papéis e possui algum tipo de alter-ego bem desgastado. Eles já estão se expondo para seus fãs; conversar com uma equipe de filmagem na cozinha é uma extensão da marca pessoal. A inclusão de uma senhora atrevida adiciona uma camada de humanidade empática e comédia incidental. A dinâmica, como você sabe quem provou há muito tempo, era uma mina de ouro.

Britney Spears estava namorando o futuro marido Kevin Federline em 2004, quando os dois assinaram contrato Britney & Kevin: Caótico na MTV. Um enredo girava em torno de seu surto depois que ele não respondeu à sua declaração de amor. (Ele faz até os créditos finais.) Falando em caótico, Whitney Houston e Bobby Brown brigaram durante excursões de compras em Sendo Bobby Brown (2005). Nós também conseguimos 'Para A Morte Nos Separe: Carmen e Dave (2004), Conheça os Barqueiros (2005), Jóias da Família Gene Simmons (2006), Capuz do Pai de Snoop Dogg (2007), Ice ama coco (2011), Casado com Jonas (2012), Regras da Família DeMarcus (2012), e Eu amo Nick Carter (2014).

E como Pam e Tommy, que se divorciaram em 1998 e se casaram novamente em 2008 antes de se separarem definitivamente dois anos depois, apenas metade desses casais permaneceram juntos a longo prazo. Não necessariamente porque eles não pudessem resistir ao escrutínio: embora estivéssemos olhando para o que as pessoas famosas geralmente guardam para si mesmas, isso era apenas uma parte do quadro completo. Mesmo duas pessoas extremamente ricas e bonitas eram suscetíveis a problemas. O funcionamento interno de um relacionamento se estendia muito além de um sincero “eu te amo, baby” aqui e um beijo doce nos lábios na frente de uma lente.

  pamela anderson e tommy lee no heart bar no planet hollywood resort and casino Pam e Tommy, 2007; os dois se casariam novamente no ano seguinte.

Exceto que isso não explica a verdadeira causa de morte do gênero. Você sabe onde eu quero chegar com isso, certo? Por causa da realidade que é a mídia social, as celebridades não precisam mais da ladainha de esquadrões glam, reuniões de produção, microfones intrusivos e edição pouco lisonjeira. Com alguns toques e movimentos simples da ponta do dedo, eles podem controlar 100% sua narrativa publicando fotos e vídeos filtrados em suas próprias contas do Instagram e aproveitar o feedback instantâneo. Eles seguram a câmera na mão e mostram sua verdade, assim como Pam e Tommy fizeram em 1995. Só que agora eles querem que o mundo assista.

Tommy Lee tem 1,3 milhão de seguidores no Instagram. Pamela Anderson ostenta 1,2 milhão, e quase todas as fotos que ela compartilha são . Se a mídia social existisse nos anos 90, certamente os dois teriam colhido seus benefícios. Talvez eles compartilhassem algumas imagens fugazes daquela lua de mel ensolarada. Eles provavelmente concordariam com um reality show se tivessem continuado casados ​​também. Mas nesta era de exibição voyeurística, o que eles fizeram por trás das câmeras é muito mais essencial em comparação com o que eles fizeram e farão na frente dela. Pressionar o botão “gravar” é o legado deles. Consumir vorazmente cada pedaço de conteúdo é nosso.