Toda vez que vou para o Hot Topic, sou instantaneamente lembrada do meu eu adolescente chorão e espinha comendo Chick-Fil-A, e tento entrar e sair de lá o mais rápido possível. Por quê? Porque nunca me sinto velho até ir para o Hot Topic, o poço do diabo da juventude eterna. O covil do pré-hipster. Mas eu precisava de um novo cinto. A que eu usava nos últimos anos tinha sido trabalhada até a morte, então finalmente cedi e ganhei uma nova.

ser aquele que escapou

Sempre que vou ao Hot Topic, não há ninguém além de adolescentes e pré-adolescentes. Tudo está em preto, espetado e rasgado, e a garota da caixa registradora, seu cabelo está adequadamente roxo com as tiras necessárias de piercing nos lábios e de cativeiro penduradas nas pernas. Eu exploro a loja e olho para toda a parafernália de arco-íris com tema gay e camisetas engraçadas, como esta jóia perspicaz: 'Eu não sou gay, mas meu namorado é.' DEFINITIVAMENTE usava essa camiseta aos 15 anos.

Há jeans skinny em todas as combinações de cores, brincos e pulseiras com frases ridículas. O 'Thrift Shop' de Macklemore está tocando no rádio da loja e fico animado. Mas mais do que fazer compras, estou aproveitando toda essa experiência. Estou olhando para os outros compradores que ainda devem estar no ensino médio, vestidos com sua força 'contracultural', e fico imaginando quando as mães deles vão buscá-los. Quero perguntar se eles sabem por que estão sendo contraculturais. Lembro-me de ser aquele garoto. Eu ainda sou aquele garoto.

Sim, pense em 'aquele garoto' no ensino médio. Aquele com o delineador escuro e cabelo azul que usava JNCOs e fazia de tudo para se destacar o máximo possível. Era para ser uma fase, um momento em que nos rebelamos e ouvimos Rage Against The Machine e exploramos a identidade e tentamos coisas diferentes antes de jogarmos a toalha e nos tornarmos moradores de casas suburbanas. Um dos meus olhares mais embaraçosos no início dos meus 20 anos foi quando você poderia facilmente me confundir com uma pessoa que trabalhava no Hot Topic. Pense em todos os estereótipos de tópicos ativos que você pode imaginar, e é exatamente assim que eu era. Meu tio Reggie costumava tirar sarro de mim e dizer: 'Eu quero ser um punk rocker!' Tradução: Você é uma bagunça quente!

perder o amor da sua vida até a morte

O Hot Topic sempre foi mais do que apenas uma loja para mim - era um estilo de vida. Um estilo de vida que você pode ver em qualquer escola secundária da América, um estilo de vida que acabou de dizer NÃO para rotular em favor de outras formas mais agressivas de estilo e personalidade. Era o único lugar em todo o shopping que tinha apetrechos gays positivos, o único lugar onde parecia que os limites não importavam.

Eu sempre gostei de Hot Topic e aquele visual punk rock porque o estilo era diferente. Eu não era wiccano ou feiticeiro e não adorava o diabo ou ouvia o death metal. Eu compro lá porque sei que não serei julgado por comprar calças, pulseiras ou esmaltes para mulheres. Eu compro lá porque é difícil para homens do meu tipo de corpo comprar roupas. Eu tenho esse corpo atlético incrível que é absolutamente de morrer, mas também sou magro e curto, por isso é difícil encontrar as coisas que se encaixam corretamente. Não importa para onde eu vá na América, se houver um Tópico Quente, sei que encontrarei algo adequado.