Eu sinto Muito. Desculpe, eu não posso te amar como você me ama. Desculpe, você até me ama em primeiro lugar.

Me desculpe, eu não posso ser ela. A garota que você acredita que sou, a garota que carrega seu amor em troca. A garota cuja idéia você se apaixonou.

Me desculpe, você inquestionavelmente me ama.

Você sempre esteve lá por mim. Me pegando antes mesmo de pensar em cair. Me apoiando durante tudo isso. Levantando-me sobre meus próprios pés, me lembrando como ficar forte. Passo a passo, me ajudando, um pé na frente do outro.

Você esteve lá quando eu mais precisei de você. Me amando sem reservas. Me amando incondicionalmente.

Indescritivelmente me amando.

Eu gostaria de poder te adorar, como você merece. Cuide de você, como desejar. Te amo, do jeito que você está procurando.

Se eu pudesse, faria você minha. Nunca deixando você ir. Segurando você firmemente.
Mas, por alguma razão, não consigo te amar como você precisa. Te amo como você quer que eu. Sem saber, não consigo retribuir os sentimentos que você me deu.

Me desculpe, eu não posso te amar, mesmo com seus sólidos esforços para me convencer de forma diferente. Convença-me a vê-lo por tudo o que você é. Convença-me, você é o único para mim.

Mesmo com tudo isso, não encontrei a coragem de retribuir seu amor. Devolva tudo o que você já me deu. Tudo o que você fez por mim. Tudo o que você me ensinou sobre o amor e sobre mim.

Eu gostaria de poder te amar, como você exige. Se eu pudesse entender como me apaixonar por você, eu o faria em um instante.

Eu daria a você o amor arrebatador que você tanto deseja. Amor aterrador de que você é digno.

Me desculpe, eu não posso ser a garota por quem você se apaixonou. Pois não tenho mais certeza de que ela exista. Você se apaixonou pela imagem da garota que eu costumava ser e, por isso, me desculpe.

Eu nunca serei aquela garota novamente. Mesmo assim, na maioria dos dias eu gostaria de poder. Sinto falta dela e tenho certeza que você sente o mesmo.

Mas essa garota foi destruída. E mesmo com o quebrantamento dela, você ainda a amava. Você ainda a ama. Você ainda me ama.

Tantas noites, fiquei acordado, me perguntando por que não consigo navegar em como cuidar de você. Pensando por que diabos eu decidi te dispensar. Sempre escolhendo outros sobre você. Sempre colocando você por último.

Querendo saber por que você escolheu ficar por aqui. Por que você se apega a mim, quando eu não lhe dei razão para ficar. Por que você aguenta me amar.

Não mereço o seu amor e sinto muito por isso.

Da mesma forma, sei que não lhe digo isso o suficiente, mas obrigado.

Obrigado por sempre estar lá para mim. Estar lá quando parecia que ninguém mais estava. Estar lá quando eu mais precisava de alguém. Estar lá quando eu mais preciso de você. Me amando por tudo o que sou por dentro, e não apenas pelo que vê por fora.

Obrigado por me amar, mesmo com minhas falhas. Me amando mesmo com meu quebrantamento. Me amando mesmo quando não me sinto muito amável. Obrigado por ser o homem que eu sempre quis na minha vida. O tipo de homem que eu sempre precisei na minha vida.

homens com pau pequeno

Obrigado por me provar que ainda existem homens bons no mundo. Você restaurou a fé que tenho lutado para encontrar.

Sinto muito, por não agradecer o suficiente. Não apreciando você tão frequentemente quanto eu deveria.

Sinto muito por tudo.

Sinto muito por tudo.

Pois se eu pudesse, eu te amaria como você me ama.

E com isso, me desculpe, nunca fui capaz.