Se eu nunca te conhecesse, meu programa favorito provavelmente seria diferente. O que você jurou que gostaria e me fez assistir, mesmo que não quisesse.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente não saberia o que era o verdadeiro amor e o que significava se arriscar cegamente com alguém.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente não saberia o que significa ser realmente feliz e contente, mas com você estava.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente não teria aprendido a me ver através dos olhos de outra pessoa.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente não congelaria toda vez que ouvir aquela música sendo levada de volta a momentos em que danças lentas na cozinha eram simples e suficientes.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente não me apaixonaria pela pequena cidade que conhecemos, percebendo que posso encontrar um lar a milhares de quilômetros de distância.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente teria um pouco mais de medo de sair, mas percebo que há muito a ser encontrado em lugares em que nunca estive. Porque se pessoas como você existem em outros lugares, espero encontrá-las também.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente não desejaria aquela comida às duas da manhã, a que sempre parávamos antes de voltarmos para casa.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente não seria tão educado e bem informado sobre política, porque sempre quis vencê-lo em nossos debates que você venceu.

Se eu nunca te conhecesse, haveriam documentários sendo assistidos. Livros não lidos. Filmes que eu nem gostaria de assistir. E músicas inéditas. Comida não experimentada. E restaurantes que se tornaram nossos.

Se eu nunca te conhecesse, haveria fotos às quais não me apegaria tanto. E as memórias que não brinco repetem em minha mente.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia como era a perda e que, às vezes, a ausência de alguém pode deixá-lo de joelhos.

Se eu nunca te conhecesse, não conheceria a dor que sentia quando terminasse, mas também não conheceria a verdadeira felicidade e amor.

Momentos em que duas da manhã me encontraram com seus braços me puxando.

Momentos em que seus dedos corriam pelo meu cabelo e eu toco, ainda desejo.

Momentos em que eu congelava no momento, me perguntando como tive tanta sorte.

Momentos em que minhas flores favoritas estavam em cima da mesa, 'apenas porque'.

Momentos em que esse adeus nos quebrou.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia o que era um amor difícil.

Eu não saberia sobre os jogos que eles jogam e seria capaz de prever cada movimento.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia como ler as pessoas. E às vezes elas não são o que parecem.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia sobre paciência.

Porque você me testou uma e outra vez.

Mas eu me recusei a desistir de você.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia que, às vezes, as pessoas mais bonitas são as que suportam as piores coisas, mas saem do outro lado resilientes.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia o que significa nunca parar de lutar por alguém que você ama, porque nunca desistiria de você.

Eu teria perdido danças lentas. E brincadeiras brega. E aquele filme que assistimos no seu porão. Em um encontro, eu me recusei a ligar para um.

o que significa bubelá

O lugar que você me levou que era seu. Se eu te dissesse que ainda volto lá, você acha que sou louco?

Anda na praia onde nos perdemos na companhia um do outro.

Conversas em que você parecia entender tudo o que eu estava pensando e sentindo.

Se eu nunca te conhecesse, teria perdido tantos beijos. Os que me fizeram perder o fôlego.

Você sempre parecia ir atrás das coisas que queria e por muito tempo fui eu. Eu te admirei por isso.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia o que é aprender com alguém.

Eu não saberia sobre minhas próprias forças porque você me empurrou além do meu ponto de ruptura em tantas ocasiões.

Eu não saberia o que significava olhar para alguém depois de gritar de frustração, mas de alguma forma encontraria uma solução. Porque não importa o quão ruim foi ou o que foi dito, sempre encontramos o caminho de volta um para o outro.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente não teria que me curar.

Encontrar conforto nos braços de estranhos, porque o adeus sem a palavra me deixou caindo de joelhos.

Quando você confia em alguém e ele se afasta, isso é suficiente para transformá-lo em alguém que você não é.

filmes de terror intelectual

Se eu nunca te conhecesse, não saberia dos meus vícios. Os que eu culpei por você, mas ao fazê-lo, aprendi a me apropriar da minha vida.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia como é me levantar de novo depois de cair tanto.

Se eu nunca te conheci, pode ter havido muitas lágrimas que não passei chorando até dormir à noite. Mas eu teria perdido todos os bons momentos também.

O aniversário que você apareceu quando jurou que não viria.

Os anos novos em que você ficou no telefone comigo até meia-noite.

Naquele momento, você venceu o seu maior jogo e eu fiquei em uma academia vazia esperando você sair do vestiário. E eu pulei da arquibancada em seus braços, dizendo como estava orgulhosa.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia como é ter um relacionamento que é uma equipe, porque, por mais que você quisesse que eu fosse bem-sucedido e bem-sucedido, eu queria o mesmo. Por mais que eu fosse sua fã, você era minha.

A noite em que palavras arrastadas falaram um coração sóbrio. E você me beijou sem desculpas.

Você também aprendeu a ser paciente comigo, porque eu não confiava em muitas pessoas antes de você. E depois de você, você era o único em que eu acreditava.

Que eu te amo, esperei tanto tempo para ouvir.

Se eu nunca te conhecesse, acho que passaria o resto da minha vida sentindo sua falta, procurando alguém que me faça sentir um pouco mais inteiro.

Se eu nunca te conheci às vezes, me pergunto sobre a pessoa que seria hoje.

Eu me pergunto se eu teria conseguido tanto ou foi seu apoio e amor que me empurraram. Nosso trabalho em equipe e nossa capacidade de fazer qualquer coisa que definimos. A verdade é que quando você estava ao meu lado, senti que tudo era possível.

Eu olhei para você como se você fosse realmente uma das melhores pessoas que já conheci. Alguém que eu tenho sorte de ter amado.

Se nunca te conheci, me pergunto qual seria meu padrão para o que espero. Como você abriu todas as portas, pagou todas as guias, você foi uma das poucas pessoas que se importou o suficiente para garantir que eu ficasse no lado de dentro de uma calçada, mesmo que não gostasse disso.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia como é olhar para alguém do outro lado da sala e ser feliz.

Eu não saberia sobre o sacrifício porque, a certa altura, eu teria ido a qualquer lugar e feito qualquer coisa por você.

Eu nunca parei de tentar com você. Eu nunca desisti de você. Porque você sempre parecia valer a pena.
E quando as pessoas me disseram para ir embora, eu não consegui.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia como é que alguém me ame no meu pior. Porque em momentos do fundo do poço quando eu era uma versão de mim mesmo que nenhum de nós reconhecia, você ficou.

Quando eu era difícil de lidar e cruel, você tentava entender. Quando fiz coisas, não tinha orgulho de você me perdoar, me ajudando a aprender.

Se eu nunca te conhecesse, há tantas noites que eu teria perdido a risada por causa das cervejas.

Conversas às 2 da manhã, onde éramos tão honestos.

Uma conexão que eu acho que não encontraria em outra pessoa. Não sei o que tínhamos, mas estou muito feliz por tê-lo.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia até onde eu poderia me esforçar, porque você nunca me deixa se acalmar.
Você sempre foi aquela voz me lembrando o que eu poderia fazer.

Se eu nunca te conhecesse, há um gênero inteiro de livros que provavelmente não teria lido.

Bares que eu não gostaria de ir apenas para vê-lo e passar um tempo com você.

Se eu nunca te conhecesse, há viagens que provavelmente não teria feito porque sempre foi você quem me disse para me arriscar na vida.

promessas para fazer ao seu marido

Eu não saberia o que significa aprender a confiar em mim porque, mesmo que eu me voltasse para você, muitas vezes você me ensinou sobre minhas próprias forças.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente ainda teria medo de três palavras que jurei que não diria novamente.
Mas eles escaparam da minha boca tão facilmente com você.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia o que é ser verdadeiramente vulnerável e ver cada parede desabar dizendo coisas que eu nem sequer admiti para mim mesma em voz alta.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente não ouviria tão de perto certas músicas. E tenho um único artista que eu ouço e em sua voz eu vejo seu fantasma cantando junto comigo.

Momentos em que pedi para você me levar para casa apenas para poder passar mais tempo com você.

Momentos em que você ligava antes para onde eu estava bebendo apenas para me pagar uma ronda.

Momentos em que você realmente se esforçou para mim.

Momentos em que você realmente me apreciou, me valorizou e me agradeceu pelo que fiz. Mas eu olhei para você com admiração.

Momentos em que eu corria para os seus braços, compartilhando minhas realizações, ainda posso ouvir sua voz me dizendo como você está orgulhosa de tudo o que fiz.

Mas você também esteve lá nos dias ruins.

Foi em você que aprendi como o amor é altruísta.

Porque eu tive que deixar você ir, mesmo quando eu queria me segurar mais forte.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente não o procuraria em todos, porque foi em você que encontrei partes de mim

Se eu nunca te conhecesse, não saberia sobre lealdade. Porque você ficou do meu lado em tudo.

Se eu nunca te conhecesse, minha vida seria um pouco menos engraçada, porque você sempre soube me fazer rir nos dias em que eu nem conseguia sorrir.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente haveria programas para os quais não fui, os que você me levou. Ou os que eu fui quando você tocou.

Em pé na primeira fila observando você.

Músicas que você cantou para mim que eu ainda repito sorrindo.

Danças lentas onde você me fez sentir como se eu fosse o único na sala.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia como é que alguém me aprenda tão bem que mude seu comportamento apenas para me apaziguar e facilitar minha vida.

Porque havia coisas que eu não gostava e você era tão fácil, querendo me fazer feliz.

Se eu nunca te conhecesse, não teria conhecido uma família que se tornou minha. Ser bem-vindo nas tradições e presentes de férias que não importam, porque passar tempo com você é suficiente.

Se eu nunca te conhecesse, não saberia como era ter alguém me encontrando no meio do caminho.

Se eu nunca te conhecesse, provavelmente não teria padrões tão altos. Porque você me ensinou que o cavalheirismo não está morto, mesmo se você fosse o único a agir dessa maneira.

Se eu nunca te conhecesse, teria perdido tantas manhãs em que você diz algo simples como bom dia, lindo. Ou sempre diga boa noite, durma bem.

Momentos em que você apareceu em todos os grandes momentos e quando olho para trás, você está lá.

Os aniversários. As festas de família. O funeral. As férias. As celebrações. E formaturas. E trabalhos com promoções. Os momentos que nos quebraram, mas nós tínhamos um ao outro.

Você me construiu e me fez muito melhor do que eu jamais pensei que poderia ser. O amor faz isso com uma pessoa.

Se eu nunca te conhecesse, não teria mudado para melhor.

Alguns questionam almas gêmeas, mas eu conheço pessoas que sei que fomos feitas para nos conhecer por um motivo. O amor que senti não desaparece, nem é esquecido, mas me mantém inteira, mesmo quando elas partem.

Acredito que existem algumas conexões dentro de nós que sempre nos manterão ligados. E relacionamentos que podem acabar, mas o amor não é algo que precisa.