Eu sempre estava consciente de que as mulheres eram pessoas com quem eu não conseguia manter amizade. Mas nunca comecei realmente a pensar nisso, até ter dois relacionamentos com homens com quem um deles parecia ter um problema, enquanto o outro nunca dizia isso, mas eu sabia que estava em sua mente.

Meu primeiro relacionamento foi com um cara muito ciumento, com quem namorei por alguns anos, no entanto, eu o conhecia desde o nono ano do ensino médio. Na adolescência, eu tinha namoradas, algumas delas mais exatas, com quem eu sentia que estava muito perto. Não me interpretem mal, tivemos muitos momentos divertidos juntos - noites bebendo, cantando alto, dançando sem parar, oh sim, essas foram ótimas lembranças. No entanto, algo não parecia muito certo. Minhas duas namoradas às vezes pareciam mais próximas uma da outra do que elas estavam comigo, e às vezes era óbvio demais quando eu não era incluída nos hangouts.

Mas eu deixaria passar e continuaria tentando manter esses relacionamentos. É claro que, ao longo dos anos, desmoronou e eu tive que finalmente admitir para mim mesma que não era onde eu pertencia.

Agora, voltando ao primeiro relacionamento que tive, esse cara era amigo naqueles tempos e estava ao meu lado quando as coisas desmoronaram. Ele apoiou e me disse que encontraria melhores amigos.

Isso nunca aconteceu.

Ele ficaria frustrado comigo quando eu parecia apenas sair e fazer amizade com homens, com quem eu me sentia muito mais confortável por perto. Eu sempre dizia a ele que eles eram estritamente amigos, mas um namorado sempre fica com ciúmes do amigo de sua namorada.

Eu terminei com ele, além de ele estar com muita inveja, tivemos outros problemas e as coisas pareciam desaparecer naquele relacionamento, então era melhor nos separarmos.

Vem meu segundo relacionamento, muito cedo depois do meu rompimento. Este durou apenas alguns meses, mas o que havia de tão diferente nesse relacionamento foi que, comparado ao meu primeiro namorado, esse cara tinha MUITOS amigos. Ele apenas parecia clicar com todo mundo, tanto em um introvertido como eu, estava muito desconfortável.

Esse cara em particular tinha uma amiga, com quem eu imediatamente senti rivalidade. Ela era uma garota feminina típica, cabelos loiros claros, rosto lindo, parecia se dar bem com todo mundo.

Exceto eu.

Não, nunca tivemos nenhum confronto, mas só porque ela era menina, eu me recusei a tentar conversar com ela. Sempre era super estranho quando ela estava por perto, e eu me senti muito derrotado por isso, porque ela era minha melhor ex-amiga. Eu acreditei nele quando ele disse que não havia nada romântico neles, mas pelo fato de ela ser do sexo oposto, senti imediatamente uma aversão a ela e tornei óbvio que não queria nada com ela.

Mas com seus outros amigos MASCULINOS, eu me dava bem. Não tive problemas em conversar com eles e fiquei impressionado com os amigos por causa da minha facilidade e atitude relaxada. E foi ótimo, eles não tiveram nenhum problema comigo, e eu me senti como uma namorada super legal por causa disso.

Agora, esse relacionamento terminou porque eu não tive tempo de processar meus sentimentos em relação ao meu rompimento e, sim, esse novo parecia uma recuperação de algumas maneiras. Nos divertimos e eu gostei da companhia dele, mas como não o conheci bem antes de entrar em um relacionamento, descobrimos ao longo do caminho que não éramos muito compatíveis.

Uma coisa que ainda ressoa comigo até hoje foi quando ele me disse que estava decepcionado comigo quando eu não tentei conversar com sua melhor amiga. Minha desculpa para ele na época era que eu era uma pessoa tímida e levei um tempo para me aquecer. Isso não fazia sentido, porque eu estava mais do que disposta a conversar com seus amigos do sexo masculino, pensando nisso agora. Mas está tudo no passado e atrás de mim.

Tenho mais uma história por trás antes de falar sobre a minha resposta e como tudo se encaixa. Quando criança, eu tinha duas primas, uma da minha idade e a outra um pouco mais nova. Nós éramos muito próximos, tinha um vínculo muito parecido com uma irmã (eu só tenho um irmão). Por volta dos 11 e 14 anos, as coisas começaram a mudar um pouco, apenas porque a puberdade e os hormônios começaram a surgir. Eu notaria que eles às vezes agiam muito mal comigo, conversavam sobre mim e eu podia ouvi-los claramente, e quando eu iria confrontá-los, eles negariam nada, enquanto reviravam os olhos quando eu iria embora. Mas, apesar dessas pequenas coisas ao longo do caminho, mantivemos um forte vínculo familiar.

Quando eu tinha 16 anos, mudei de país. Foi uma coisa muito difícil de processar e eu me retirei um pouco porque era muito esmagador.

Quando chegou a hora de me despedir de amigos e familiares, uma coisa que nunca esquecerei é que meus dois primos, que eram como irmãs para mim, não vieram se despedir. E realmente doeu.

Eu estava fora apenas cerca de um ano antes de voltar, porque me senti tão deslocado quando me mudei. E quando voltei, meu relacionamento com meus primos estava manchado, apego-me a esse rancor (que eu sei que é ridículo) por eles nunca se desculparem, e estou mais distante deles do que nunca.

Minha resposta:

Mulheres que não têm namoradas, não têm namoradas porque foram afetadas negativamente pelo tipo errado de mulher.

eventos de solteiros se misturam

Entendo que parece estranho, entendo que pode moldá-los a ter más atitudes, acredite, não sou de forma alguma perfeita e tenho falhas na minha personalidade em que quero trabalhar. Mas criticar outras mulheres por não conseguirem se dar bem com as meninas é o motivo exato pelo qual elas não querem amigas!

Eu acho que toda mulher deveria ter pelo menos uma namorada em quem confiar? Absolutamente.

NÃO é fácil para uma mulher que teve más experiências com outras mulheres fazer namoradas, e o resultado dessas situações são atitudes ruins e personalidades julgadoras, se elas querem admitir ou não.

Queremos poder confiar nas mulheres e precisamos que as mulheres certas em nossas vidas sejam capazes de quebrar a barreira que colocamos para nós mesmos.

Se você vir uma garota que parece sair apenas com homens, fale com ela. Mesmo que ela pareça ser a pessoa mais intimidadora do planeta, FALE COM ELA, porque posso garantir que ela é uma garota muito divertida e extrovertida, e tem potencial para ser uma amiga incrível, e PODE ser confiável.

Para todas as meninas que não têm amigas: eu entendo sua luta. E sei que você deseja poder se conectar com outras mulheres e deseja que as coisas possam ser diferentes. Admita para si mesmo que há coisas que precisam mudar em suas atitudes; sei como somos todos teimosos, mas é o primeiro passo para fazer alterações.

Vá lá e junte-se a clubes, seja voluntário, tente conversar com mulheres, não se afaste delas completamente.

Quando você é amigo de homens há tanto tempo, nossas habilidades sociais com outras mulheres parecem morrer. Mas, para ser bom em alguma coisa, precisamos praticar!

Eu só quero que você saiba que não está sozinho se estiver preocupado em não ter mulheres em sua vida. Quero que saiba que você não é uma pessoa estranha, que é especial e gentil, e tem a capacidade de superar suas lutas, e que encontrará sua namorada.