Isto é para as mulheres que não conseguem ficar paradas. Para aqueles cujos olhos brilham à luz da lua e cujos braços estão sempre estendidos para o céu, alcançando mundos e histórias, corpos e sonhos muito além de suas possibilidades.

Isto para as mulheres que dançam. Para aqueles que inclinam a cabeça para trás na chuva forte, que seguram as saias e giram em círculos vertiginosos. Para aqueles que pulam nas poças e correm morros abaixo e balançam com seus parceiros e riem e riem e riem.

Isto é para as mulheres que amam com abandono. Para aqueles que não se preocupam com regras, que não agem com cautela, que não ouvem as palavras das pessoas ao seu redor e apenas correm, mergulham, colidem com as pessoas que amam.

puxe para cima com meu teto faltando

Isto é para as mulheres que se beijam. Os que não apenas beijam, mas pressionam os lábios nos outros com paixão. Aqueles que enredam seus membros com amantes, que pulam nos braços de quem estão, que dizem o que querem dizer e fazem o que sentem e não se retêm.

eu nunca vou te amar

Isto é para as mulheres que sonham. Para quem fica acordado até tarde contando estrelas e traçando padrões de constelações no céu noturno. Aqueles que despejam seus corações em cadernos e compram passagens de trem para a cidade e enviam pedidos para lugares do outro lado do mundo. Aqueles que acreditam, mesmo quando o mundo está silencioso.

Isto é para as mulheres que correm. Quem sai. Quem ama e sabe quando deve ir e o que deve perseguir. Que seguem a força do peito e são destemidos e cheios de luz.

Isto é para as mulheres que fazem arte. Quem escreve, quem desenha, quem fala, quem cria. Aqueles que pegam pedaços da terra e a transformam em algo que pode ser tocado, são mantidos. Os que tiram suas vidas e ajudam a curar os outros. Aqueles que choram, sentem e tornam a fragilidade bonita com seus corpos, palavras, mãos e corações.

Isto é para as mulheres que são livres. Livre das expectativas de quem eles deveriam se tornar. Livre das regras dos sexos. Aqueles que não são sobrecarregados por diretrizes ou retidos por estigmas. Os que vivem com os braços se abrem porque a aceitação dos outros vem em primeiro lugar, mesmo antes que o mundo os aceite.

ser um bom beijador

Isto é para as mulheres que são desordeiras. As mulheres que xingam e levantam a voz. Aqueles que amam quem amam, e amam com orgulho. Os que falam sem hesitar. Os que exigem porque sabem o que merecem.

Isto é para as mulheres espirituosas. Para as mulheres que são guiadas pelo sol e pelas batidas no peito. Quem não pode ficar apegado a um lugar, mas deve explorar, deve respirar, deve aprender, deve crescer, deve absorver o mundo ao seu redor e fazer algo a respeito.

Isto é para as mulheres de coração selvagem. As mulheres que vivem e amam com ousadia, que nos inspiram, nos constroem, nos definem, nos mudam.

Você é amado, você é bonito, você é selvagem.
Nunca deixe sua luz ser sombreada ou seu coração ser domado.