Você pode estragar a vida em um ponto ou outro, e sua decisão sem sentido envolverá machucar alguém importante para você.

Seja para um amigo, parente ou outro significativo, o erro que você cometeu vai agarrar sua mente e sua alma e você pode se sentir atormentado pela culpa (assumindo que não é um sociopata). Permita que isso aconteça. Quando você machuca alguém de quem gosta, é inevitável que você seja consumido com arrependimento e tristeza. Permita-se ser vulnerável e transmitir todas as suas emoções.

Permita-se sentir tudo.

Sinta tudo até que você não sinta nada.

Acho que quando cometemos um erro, carregamos um tanque cheio de culpa e remorso até a borda. Cada vez que pedimos desculpas e nos arrependemos, liberamos um pouco do tanque, lenta mas seguramente, até que finalmente esteja vazio. Não há período de tempo definitivo para cada pessoa esgotar completamente o tanque; cada pessoa precisará de seu respectivo período de tempo. Enquanto você estiver nesse processo, permita que o que você machucou testemunhe seu remorso. Pela minha experiência, se as pessoas que você machucou não vêem como você é arrependido, hesitarão em perdoá-lo.

Você saberá quando o tanque estiver finalmente vazio. Quando você recordar seu erro, reconhecerá que suas ações estavam erradas, mas não sentirá uma dor devastadora toda vez que relembrar. Aprenda com seus erros, mas não se torture. Permita-se tornar insensível a tudo. Se o seu tanque finalmente estiver vazio e a pessoa que você machucou ficar infeliz ao ver isso, não se sinta obrigado a reabastecê-lo apenas para satisfazer a necessidade vingativa da outra pessoa de ver você sofrer.

Se você fez de tudo para consertar a situação com a pessoa que machucou e ainda assim eles não perdoam, deixe para lá.

Faça tudo o que puder para se reconciliar com o que machucou, mas se essa pessoa se recusar a liberar o rancor que está segurando, siga em frente. Você pode enviar um milhão e um de desculpas e ainda não será suficiente aos olhos deles. Este não é um motivo para você permanecer infeliz consigo mesmo.

No final do dia, não se trata apenas de esperar que a outra pessoa o perdoe. É sobre perdoar a si mesmo.